interpretando a diversificada poesia afrobrasileira

poesia afroBR

A partir do panorama de perspectivas sobre a literatura negra brasileira traçado por Florentina Souza traçamos o quadro de temáticas relevantes reproduzido acima, o qual servirá de baliza para a elaboração do segundo exercício de avaliação na LETC36. Caberá a cada equipe selecionar três poemas do corpus afrobrasileiro cujas interpretações remetam a três dentre os eixos temáticos listados no slide. As escolhas devem ser justificadas num texto (40-60 linhas) no qual sejam destacadas e comentadas as imagens poéticas que fundamentam as articulações propostas pela equipe. Segue abaixo uma pequena antologia de poemas que estaremos discutindo nas próximas aulas, tendo em vista refinar nossa capacidade de leitura do texto lírico afrobrasileiro. Recomendamos também a excelente introdução que Nei Lopes escreveu para o seu utilíssimo Dicionário literário afro-brasileiro, texto a ser incorporado aos nossos debates:

 

LOPES, Nei. Introdução. In: Dicionário literário afro-brasileiro.  Rio de Janeiro: Pallas, 2007.

 

VOZES-MULHERES
 
A voz de minha bisavó ecoou
criança
nos porões do navio.
Ecoou lamentos 
de uma infância perdida.
 
A voz de minha avó
ecoou obediência
aos brancos-donos de tudo.
 
A voz de minha mãe
ecoou baixinho revolta
no fundo das cozinhas alheias
debaixo das trouxas 
roupagens sujas dos brancos
pelo caminho empoeirado
rumo à favela
 
A minha voz ainda
ecoa versos perplexos
com rimas de sangue
                       e
                       fome.
  
A voz de minha filha
recolhe todas as nossas vozes
recolhe em si
as vozes mudas caladas
engasgadas nas gargantas.
 
A voz de minha filha
recolhe em si
a fala e o ato.
O ontem – o hoje – o agora.
Na voz de minha filha
se fará ouvir a ressonância
o eco da vida-liberdade.

(Conceição EVARISTO)

Conceicao_Evaristo

 

 

GOTA DO QUE NÃO SE ESGOTA
 
cota é só a gota
a derramar o copo
não a mágoa do corpo
mas energia represada
que agora se permite e voa
em secular esforço
de superar-se coisa e se fazer pessoa
 
cota é só a gota
apenas nota de longa pauta
a ser tocada
com o fino arco
em mãos calosas
 
cota é só a gota a explodir o espanto 
de se enxugar no riso 
a imensidão do pranto
 
ela é só a gota 
ruindo pela base 
a torre de narciso
 
é só a gota
entusiasmo na rota
afirmativa
que ameniza as dores da saga
suas chagas de desigualdade amarga
 
cota é só a gota
meta de quem pagou e paga
desmedido preço de viver imposto
e agora exige
seu direito a voto
na partição do bolo

é só a gota
de um mar de dívidas
contraídas
pêlos que sempre tornaram gorda a sua cota
 
cota é só a gota afrouxando botas
de um exército
para o exercício da eqüidade
 
cota não reforça derrota
equilibra
entre ponto de partida
e ponto de chegada
a vitória coletiva
reinventada.

(CUTI)

cuti1

 

 

NOSSA GENTE

nossa gente também veio
pra ser feliz e ter sorte

nossa gente é quente
é bela e forte

mas às vezes essa gente
passa, inconsciente

sofre, mas não se mexe
ri, mas não se gosta

nossa gente inconsciente
sofrendo, fica fraca

nem vê que por dentro ainda
traz a força da mãe áfrica

não vê que pode vencer
pois tem energia nos braços

e pode ter liberdade
alegria e espaço

superando a pobreza
socializando a riqueza

inventando unidade
solidariedade, abraços

nosso povo é lindo
nosso povo é afro

e perfeito vai destruindo
ódios e preconceitos

“esse povo negro
que se diz moreno”

com suas cores, com seu jeito
é um povo pleno

nossa gente é ventania
é ousadia, é mar cheio

nossa gente também veio
pra ser feliz e ter sorte

(Márcio BARBOSA)

marcio

 

 

OLHAR NEGRO
 
Naufragam fragmentos
de mim
sob o poente
mas,
vou me recompondo
com o Sol
nascente,
 
Tem
Pe
Da
Ços
 
mas,
diante da vítrea lâmina
do espelho,
vou
refazendo em mim
o que é belo

Naufragam fragmentos
de mim
na coca
mas, junto os cacos, reinvento
sinto o perfume de um novo tempo,
 
Fragmentos
de mim
diluem-se na cachaça
mas,
pouco a pouco,
me refaço e me afasto
do danoso líquido
venenoso
 
Tem
Pe
Da
Ços
 
tem 
empilhados nas prisões,
mas
vou determinando
meus passos para sair
dos porões

tem 
fragmentos
no feminismo procurando
meu próprio olhar,
mas vou seguindo 
com a certeza de sempre ser
mulher
 
Tem 
Pe
Da
Ços,
 
mas
não desisto
vou 
atravessando o meu oceano
vou 
navegando
vou
buscando meu
olhar negro
perdido no azul do tempo
vou
vôo,

(Esmeralda RIBEIRO)

ESMERALDA RIBEIRO-2

 

 

ORELHA FURADA
 
Dançar o nome com o braço  na palavra: como 
em sua casa um maconde.
 
Dançar o nome pai dos deuses que  pode  tudo 
neste mundo e suportar o lagarto querendo ser 
bispo na sombra.
 
Dançar o nome miséria, estrepe e  tripa  que a 
folha do livro é. E se entender dono das letras 
em sua cozinha.
 
Dançar o nome em sete sapatos  limpos  para 
domingo.
 
Dançar o nome com a  mulher  nhora  dele: a 
mulher no seu coração tempestade e ciranda.
 
Dançar o nome com o braço na palavra berço.

(Edmilson PEREIRA)

edimilson

 

 

O MELHOR POEMA

Quando os homens
Se derem as mãos e os sonhos
E nós já tivermos dado
De nós ao mundo novo
Um outro Homem e verdadeiro –
Fruto deste amor
Negro como a África de teus olhos –
Olharemos
Pelas frestas deste encanto
O que ficou para trás.
E veremos com espanto
Que nada ficou para trás.
Que nossa música
Nosso mútuo enlevo ante o sorriso dos negrinhos
Nossa conjunta lágrima ante a fome dos negrinhos
Estarão em nós, em ti, em mim
Em nosso verdadeiro Homem.
Só que não haverá lágrimas nos olhos dos negrinhos
Pois que os Homens se terão dado as mãos.
Então,
Do alto deste Amor
Negro como a África de teus olhos,
Te direi
A ti para que os Homens ouçam –
E os Homens terão instalado
Amplificadores nos corações e estarão atentos –
O meu melhor poema:
Vê, Amada!
Sente como te amo
Daquele mesmo amor
Negro como a África de teus olhos.

E os homens
Prorromperão em aplausos.
E brincarão de roda.                      

(Nei LOPES)

neilopessambista

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s