literatura, cultura e pedagogia afrobrasileiras: alguns referenciais para pesquisa

pareceres educação etno MEC

ceao downloads

biblio fazer lei2

kit cor cultura site

portal literafro

Anúncios

“Fahrenheit 451”: um olhar ainda instigante para a crise da leitura

1966_Fahrenheit_451

Obra fundamental para refletirmos sobre as relações entre cultura da imagem e cultura da palavra no mundo contemporâneo, bem como acerca do tenso valor adquirido pela literatura nesse contexto, o filme Fahrenheit 451 mantém-se uma obra muito atual também na abordagem dos conflitos entre subjetividade e sociedade, mostrando como nossos dilemas pessoais refletem em profundidade nossos questionamentos acerca dos ordenamentos sociais e políticos.  Se quiser saber mais sobre esse filme, que foi adaptado do romance homônimo do escritor norte-americano Ray Bradbury, sugerimos a leitura do artigo Montag e a memória perdida: notas sobre Fahrenheit 451  de François Truffaut (clique para acessar). Conforme diz o crítico literário alemão Wolfgang Iser, as obras ficcionais constróem realidades que nos ajudam a entender outras realidades, tais como a própria realidade histórica. O vídeo a seguir, reunindo imagens de acontecimentos sucedidos há cerca de meros 80 anos atrás na Alemanha, imagens que se reproduziram em novembro de 2011, nos Estados Unidos, durante intervenções policiais contra os acampamentos de indignados, e que infelizmente se repetem entre todas as épocas e povos que submergem na intolerância, atesta a persistente relevância do filme de Truffaut.

 

LET A25: atividade de reflexão e avaliação sobre o texto “Ler Devia Ser Proibido”

BOAS VINDAS para as colegas integrantes do curso da LET A25 – O Cânone Literário Brasileiro.  O blogue KUKALESA está à disposição para a partilha de referências e como canal de comunicação extra-classe. Postagens regulagens serão feitas aqui tendo em vista complementar nosso trabalho presencial. PARTICIPEM NOS COMENTÁRIOS!

QUESTIONÁRIO:

1- Guiomar de Grammont recorre a uma ironia desconcertante para denunciar a falta de interesse dos brasileiros por literatura.  Em sua opinião, quais as atitudes que a(o)s professora(e)s devem assumir  para enfrentar essa situação?

2- O que você sabe acerca de Dom Quixote e Madame Bovary? Seria possível indicar semelhanças entre essas figuras e personagens da literatura brasileira, tais como Policarpo Quaresma e Capitu? Você consideraria que esses personagens podem ser trabalhados de maneira produtiva na formação intelectual e moral dos jovens?

3- Afirma Grammont que “Sem ler, o homem jamais saberia a extensão do prazer”. Para você, quais as características que um texto deve ter para poder proporcionar uma experiência de leitura prazerosa?

4- Para GG, a leitura amplia nosso potencial para a imaginação e a fantasia. Indique situações concretas da vida profissional ou das relações sociais nas quais esse potencial pode se mostrar decisivo para o sucesso.

5- “Seria impossível controlar e organizar a sociedade se todos os seres humanos soubessem o que desejam”. Posicione-se acerca dessa ideia.